Publicações

Três dicas para cuidar da pele durante a época de seca

Por Gabriella Collodetti | Proativa Comunicação

Brasília não vê um pingo d’água há 114 dias. A população do Distrito Federal, além de lidar com o calor, ainda enfrenta uma forte seca proveniente do período típico da cidade – característica que, apesar de predominar a região, ainda causa problemas de saúde àqueles que não se cuidam de forma apropriada ao clima, o que pode prejudicar seriamente o organismo.

Para ficar atento ao problema, separamos cinco dicas para cuidar da pele, um dos órgãos mais afetados nessa época, durante o período de seca. Veja só:

  • Água

Para evitar problemas a longo prazo, é necessário aumentar a ingestão diária de água. A quantidade ideal para hidratar o corpo varia de pessoa para pessoa, levando em consideração idade, peso, intensidade das atividades físicas realizadas e até mesmo o quanto a pessoa é exposta ao calor.

Entretanto, fique atento: beber água demais é prejudicial à saúde, ou seja, nada de exageros! Quando consumido em grande proporção, o líquido pode proporcionar confusão mental e hiponatremia que, por sua vez, é marcada pela baixa concentração de sódio no sangue.

  • Cremes e óleos

Os cremes corporais são ótimos para a pele por proporcionarem a hidratação local. Durante os dias mais quentes, contudo, é normal que o corpo humano perca água através do suor, o que faz com que o produto perca a eficácia inicial. Uma dica para impedir, parcialmente, essa evaporação pelos poros é utilizar um óleo após o hidratante corporal. Esse produto é responsável por formar uma camada protetora que fortalece a pele por se juntar aos lipídios presentes no órgão.

O ressecamento, além de causar aspereza na pele, pode levar a descamações, aparecimento de irritações, dermatites e, em casos mais graves, infecções secundárias. A psoríase – doença formadora de escamas e manchas secas que causam coceira – e a dermatite atópica – inflamação cutânea – são comuns nesse período.

  • Alimentação leve

A alimentação é um dos principais fatores para aliviar a seca e as suas consequências no corpo. O consumo de comidas leves, frutas e verduras são ótimas opções para esse período.

Sucos e chás são ótimos aliados para manter a disposição e a hidratação ao longo das refeições dessas semanas enquanto as bebidas alcóolicas e os refrigerantes devem ser dispensados.

Dica extra: Evite também a exposição ao sol e ao ar condicionado, pois ambos fatores retiram a umidade do ar, o que provoca o ressecamento da pele. Portanto, a melhor opção para as próximas semanas é o umidificador, viu?

Fique atento: Quando a umidade relativa do ar atinge números menores que 30%, a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera a situação como de alerta. O ideal é que o percentual se mantenha entre 50 e 80. Na maioria das vezes, viroses, alergias, inflamações por bactérias, rinites e sinusites aparecem nessa época, quando o tempo está mais seco que o comum.

Cuide-se!

social position

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Pular para a barra de ferramentas