Publicações

Terapia de Fotobiomodulação no tratamento de Feridas

Há diferentes tecnologias, técnicas e termos empregados na área de tratamento de feridas. Em alguns casos um mesmo termo é representado por outros nomes, nomenclaturas e siglas, mas que essencialmente têm o mesmo significado. Este é o caso da Terapia de Fotobiomodulação.

Terapia de Fotobiomodulação é a terapia que se baseia na interação da luz (Laser de Baixa Intensidade ou Diodo emissor de luz – LED) com os tecidos do corpo humano, estimulando os processos fotofísicos, fotoquímicos e fotobiológicos em nível mitocondrial e aumentando o metabolismo celular, podendo acelerar cicatrização, aliviar dores e drenar inflamações. Esta terapia tem se mostrado efetiva como acelerador no processo de cicatrização de ferida, melhorando a recuperação da lesão.

Os termos Laserterapia (terapia com o uso de luz Laser), Ledterapia (terapia com o uso de luz Led), Terapia ILIB (do termo em inglês Intravascular Laser Irradiation of Blood ou irradiação de luz Laser sobre o sangue), são formas Terapia de Fotobiomodulação, pois se baseiam na interação da luz com o tecido do corpo.

Desse mesmo modo, os termos Fototerapia e Terapia Luminosa, às vezes empregados, também representam a Terapia de Fotobiomodulação.

Ao se fazer Laserterapia, Ledterapia, ILIB, Fototerapia ou Terapia Luminosa está se fazendo Terapia de Fotobiomodulação.

O termo Fotobiomodulação é geralmente usado para abordar de forma mais abrangente a ação da luz com objetivos terapêuticos, cujo efeito pode ser bioestimular ou bioinibir. Já os demais termos são comumente utilizados para representar serviços oferecidos por unidades de saúde.

A fotobiomodulação utiliza fontes de luz monocromáticas (laser e LEDs) para realizar a modulação de processos bioquímicos relacionados ao metabolismo celular.

Lasers e LEDs são semelhantes, pois emitem radiação monocromática, contudo a radiação emitida pelos lasers é uma radiação estimulada e coerente, enquanto o LED emite radiação espontânea e não coerente.

Na área da saúde são utilizados 4 (quatro) tipos de cores para a Fotobiomodulação (o comprimento da onda da luz é o que determina a cor):

  • Luz Led azul: utilizada no tratamento de acnes. Possui função bactericida, promove hidratação da pele e auxilia no clareamento de manchas superficiais e olheiras.
  • Luz Led âmbar: utilizada no tratamento de flacidez da pele (estimula o metabolismo do fibroblasto).
  • Luz Laser vermelho: Atua na derme como ativadora de fibroblastos e células de reorganização e firmeza da pele. Aumenta a deposição de colágeno e reduz a atividade da colagenase nas papilas dérmicas. Utilizada no tratamento de feridas.
  • Luz Laser infra-vermelha: Age desde a derme profunda até a camada muscular, fazendo ativação dos fibroblastos, degranulação de mastócitos (ação antiinflamatória) e analgesia temporária. Consegue alterar a permeabilidade celular, para água e oxigênio que o sangue carrega para as células melhorando a absorção. Utilizada no tratamento de feridas.

O comprimento da onda e a potência devem ser definidos pelo profissional de saúde responsável pela aplicação, de acordo com os resultados que se pretende obter. A recomendação do tratamento de feridas deve ser orientada por um médico ou profissional de enfermagem.

Saiba mais sobre o uso de LED no tratamento de feridas.

 

TERAPIA FOTODINÂMICA 

A Terapia Fotodinâmica, embora se utilize do laser de baixa intensidade ou do diodo emissor de luz (LED), não é uma Terapia de Fotobiomodulação. A terapia fotodinâmica é uma reação química ativada pela luz usada para destruição seletiva de um tecido e requer um agente fotossensibilizante no tecido-alvo (azul de metileno, por exemplo), uma fonte de luz e oxigênio.

social position

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Pular para a barra de ferramentas