Atendimento Domiciliar

Atendimento médico domiciliar potencializa recuperação de pacientes

Alternativa é utilizada para casos em que os enfermos não conseguem sair do leito – ou da própria residência – para receber tratamento

O atendimento domiciliar tem sido uma alternativa para realização de diversos tipos de tratamentos. A escolha é benéfica para a saúde devido a integração da equipe interdiscilplinar com a familiar, o que favorece a melhoria de quem necessita de suporte emocional e clínico. Na maior parte dos casos, os cuidados em casa potencializam a recuperação do enfermo por trazerem conforto e bem-estar.

Para o tratamento de feridas, essa prática já é possível no DF. Incentivada pela oportunidade de aprimoramento, o Centro Especializado no Tratamento de Feridas (CENFE), especializado no assunto, realiza procedimentos na própria moradia dos seus pacientes há dois anos. Dentre os serviços oferecidos, pode-se citar os cuidados de lesões por pressão; curativos com coberturas primárias e secundárias; terapia de fotobiomodulação e fotodinâmica e também curativo à vácuo.

“O Cenfe iniciou sua atuação oferecendo apenas atendimento domiciliar. Hoje em dia, já oferecemos suporte também no âmbito ambulatorial”, conta Mirian Caires, coordenadora de Enfermagem do centro.

A especialista explica que, do ponto de vista terapêutico, não há diferença de tratamento quando o atendimento é em domicílio ou no ambulatório. O que influencia a decisão de contratação de cada serviço é, na verdade, a condição do paciente.

“Pacientes que estão acamados, ou seja, restritos ao leito, possuem dificuldades de locomoção. Nós não podemos deixá-los sem os cuidados apropriados, por isso realizamos esse serviço”, explica.

De acordo com o Ministério da Saúde, o carinho e a atenção familiar são assistências importantes para o tratamento de doenças. No caso das feridas não há diferença: a integração do familiar auxilia a recuperação do paciente e deixa o ambiente mais afetivo.

Além disso, tratamentos domiciliares têm reduzido os riscos de contaminação e infecção, visto que hospitais possuem uma taxa significativa de pacientes com diversos tipos de sintomas e doenças

 * * *

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA – CENFE
Proativa Comunicação
Contatos: Gabriella Collodetti (61 99308-5704) / Flávio Resende (61) 99216-9188
Tel: (61) 3242-9058
E-mail: proativa@proativacomunicacao.com.br
Facebook/ Instagram/Twitter: @ProativaC

Leia mais...