Não categorizado

Segurança do Paciente: Prevenindo a lesão por pressão

Um dos grandes desafios de qualidade e segurança do paciente é justamente prevenir a lesão por pressão.

As lesões por pressão ocorrem quando há pressão constante nas proeminências ósseas, causando feridas no paciente, especialmente os acamados e com dificuldade de locomoção. Este tipo de lesão, porém, não atinge somente pacientes acamados, mas podem acometer pessoas que permanecem muito tempo em uma só posição.

O manejo do paciente está entre as principais estratégias para prevenir o surgimento de lesões por pressão. Esta ação está associada à mudar o paciente, ou a pessoa, de decúbito (mudar de posição na cama, na cadeira, poltrona). No caso de pacientes acamados recomenda-se o reposicionamento a cada duas horas até garantir que os calcâneos não estejam em contato com a superfície da cama.

Frequência

O reposicionamento no leito deve ser realizado a cada duas horas. A frequência pode sofrer influência de acordo com a superfície de redistribuição de pressão em uso e a condição clínica geral do paciente.

Modo de reposicionamento

Durante a mudança de posicionamento, o paciente deve ser elevado e não arrastado.

Cuidados com dispositivos

Evite posicionar o paciente sobre dispositivos médicos ou sobre áreas com eritema/LP.

Posição do leito

Evite elevar a cabeceira do leito acima de 30 graus.

Cuidado na cadeira

Restringir o tempo que o paciente passa sentado na cadeira sem o alívio da pressão. Evitar que o paciente escorregue.

Posicionamento lateral

Durante o posicionamento lateral, a proeminência óssea do trocânter deve formar uma angulação máxima de 30 graus em relação à superfície de apoio.

Atenção aos calcâneos

Garanta que os calcâneos não estão em contato com a superfície da cama.

Relógio de Prevenção de Decubito (Arte – AACD)

* * *

Leia mais sobre Prevenção da Lesão por Pressão.

 

Acontece

No dia 08/04 acontece o curso de Segurança do Paciente no Ambiente Domiciliar com transmissão Online. O curso é uma iniciativa do Centro de Tratamento de Feridas Complexas e busca instrumentalizar  profissionais a entender os conceitos e os objetivos que integram a segurança do paciente, aprimorar o olhar sobre a identificação e prevenção de eventos adversos, danos e erros no cuidado em saúde e discutir estratégias para promover a cultura da segurança nos serviços de saúde.Participe! Inscreva-se.

 

Leia mais...

Resolução proíbe termômetros e Medidores de Pressão com Mercúrio

Por Everaldo Araújo.

A partir do dia 01 de janeiro de 2019 está proibido o uso, comercialização e fabricação de esfigmomanômetros (também conhecidos como aparelhos de pressão) e termômetros que contenham mercúrio.

Essa foi uma decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) atendendo a Convenção de Minamata, que envolveu mais de 140 países, inclusive o Brasil, para discutir os agravos a saúde das pessoas e meio ambiente, sobre o uso do mercúrio. Durante a realização do evento, os signatários decidiram que, em 2020, todos os equipamentos que possuam coluna de mercúrio não mais deverão ser utilizados.

O nome Minamata, faz referência a uma cidade do Japão, onde o descarte incorreto de mercúrio causou a população graves problemas neurológicos, afetando crianças e adultos.

A utilização também fica proibida em todas as unidades de saúde em todo território nacional.

Se você tem em sua casa um termômetro com coluna de mercúrio e, se eventualmente este se quebrar, não entre em pânico. A quantidade da substância derramada é mínima, embora alguns cuidados devam ser tomados para evitar a contaminação do ambiente e das pessoas. Nesse caso:

  • Mantenha o ambiente arejado.
  • Abra as portas e janelas por, aproximadamente, 30 minutos.
  • Use luvas.
  • Com o auxílio de uma seringa ou garrafa pet, aspire as bolinhas de mercúrio, coloque o recipiente com o mercúrio dentro de um saco plástico, passe um pano úmido no local e despreze o pano no mesmo recipiente, amarre e identifique a embalagem.
  • Pergunte ao lixeiro da sua residência ou do local onde se quebrou ou ligue para o serviço de limpeza urbana e solicite informações sobre como realizar corretamente o descarte desta embalagem.

 

O que você não deve fazer

  • Não coloque a sacola em sua lata de lixo.
  • Não toque no mercúrio sem o uso de luvas.
  • Não jogue o mercúrio na pia ou vaso sanitário.
  • Não levante poeira no local.
  • Não use aspirador de pó.
  • Não use vassoura para limpar o local.
  • Caso alguma peça de roupa seja atingida, não a reutilize, despreze-a juntamente com os demais itens contaminados.

As medidas sugeridas são de suma importância, pois evitarão que pessoas e o meio ambiente sejam atingidos.

  * * *

 

Fontes:

  • National Health Institute: NHS Choices (www.nhs.uk)
  • Children`s exposure to Elemental Mercury. Centers for Disease Control and Prevention, Agency for Toxic Substances and Disease Registry. February 2009.
Leia mais...

Nova Parceria: Cenfe e Club Card Saúde

O Cenfe agora faz parte da rede de serviços de saúde da Club Card Saúde e passa a oferecer todos os serviços aos usuários da CCS. Os usuários da Club Card Saúde contam com todos os serviços oferecidos pelo Cenfe na unidade ambulatorial e de assistência médico domiciliar.

No último mês de junho/18 o centro de tratamento de feridas e lesões complexas participou de evento realizado pela CCS que reuniu a comunidade de saúde como um todo para discutir o sistema de saúde da Club Card Saúde e na ocasião selou a parceria.

Serviços:

  • Tratamento de Feridas (úlceras, pé diabético, lesões venosas, escaras e lesões complexas)
  • Laserterapia
  • Assistência Domiciliar
  • Inserção de Cateter Venoso guiado por Ultrassom
  • Inserção de PICC guiado por Ultrassom
  • Ecografias
  • Exames Diagnósticos de TVP

 

Sobre o CENFE

Centro de tratamento de feridas e lesões complexas, inclusive em regime de Assistência Domiciliar.

Temos como finalidade o tratamento especializado da pessoa lesionada por feridas, crônicas ou agudas, inclusive aqueles com indicação de Home Care.

Atuando de forma Assertiva na elaboração da conduta clínica focamos a restauração da saúde do paciente, o resgate e manutenção da sua qualidade de vida e o bem-estar.

Balizadores da assistência:

  • Foco no resultado do tratamento com a melhor relação custo benefício;
  • Conduta clínica acompanhada de meta assistencial;
  • Tempo de tratamento pré-estabelecido para assegurar controle de custos;
  • Assistência Domiciliar visando o conforto da pessoa;
  • Gestão dos custos assistenciais.

 

Conheça o CENFE. Ferida é um problema de saúde que se não tratado pode debilitar ainda mais a pessoa. Fale com a gente. (61) 3036-6594.

Leia mais...

Prevenção de Infecção na Assistência à Saúde

Por: ANVISA.

Sabe-se que a infecção leva a considerável elevação dos custos no cuidado do paciente, além de aumentar o tempo de internação, a morbidade e a mortalidade nos serviços de saúde do país.

A principal finalidade desta publicação da Anvisa é contribuir para reduzir a incidência das IRAS em serviços de saúde, a partir da disponibilização das principais medidas preventivas práticas adequadas à realidade brasileira

Os tópicos são:

  • Medidas de Prevenção de Pneumonia Associada à Assistência à Saúde;
  • Medidas de Prevenção de Infecção do Trato Urinário;
  • Medidas de Prevenção de Infecção da Corrente Sanguínea;
  • Medidas de Prevenção de Infecção Cirúrgica.

Para ler o Manual completo,  Clique.

Leia mais...

Manual de Nutrição

Por: Sociedade Brasileira de Diabetes.

O padrão e o comportamento alimentar do indivíduo portador de diabetes mellitus estão seriamente comprometidos, sendo caracterizados pela prática de dietas restritivas e aleatórias, uso indiscriminado de produtos dietéticos e a adoção de métodos inadequados para controle da glicemia, redução e manutenção de peso.

Entende-se por padrão alimentar a composição de alimentos que constituem a dieta dos indivíduos, seu
aporte calórico, a distribuição de macro e micronutrientes e a adequação às necessidades fisiológicas. Os horários, a regularidade e a frequência das refeições também podem compor a caracterização do padrão alimentar.

Para saber mais, Clique

Leia mais...

Exercícios Físicos em Portadores de Neuropatia Diabética

Por: Scielo.

Em uma revisão sistemática, seguida de metanálise, foi verificado que 150 minutos de exercício físico aeróbio por pelo menos 12 semanas reduziram a hemoglobina glicada em 0,5% em pacientes com DM (Diabetes Mellitus).

Entretanto, existe uma grande limitação à prática de exercício físico, pois é quando ocorre o maior número de crises hipoglicêmicas.

Sendo assim, deve-se sempre orientar o paciente antes de realizar a atividade física.

As intervenções com exercícios físicos estão associadas a melhorias significativas no que se refere à força muscular, capacidade funcional e fadiga muscular.

Para acessar o estudo completo, Clique .

Leia mais...

Normatização do Perfil Lipídico

Por: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

A SBEM  divulga as recomendações do Consenso Brasileiro para a Normatização da Determinação Laboratorial do Perfil Lipídico.

Segundo o documento, não há a necessidade de jejum de 12 horas para exames do perfil lipídico, que estão disponíveis para os laboratórios.

Os exames onde o jejum pode ser dispensado são: Colesterol Total (CT), LDL‐C, HDL‐C, não‐HDL‐ C e Triglicérides (TG).

 A obrigatoriedade do jejum prolongado deverá ser avaliada pelo médico que acompanha o paciente em casos específicos.
Para acessar o material completo, Clique
Leia mais...